Custos Industriais

14 Escrito por Michel Campillo, dia 14 de Junho, 2014 - Categoria: TCM, BPM, WPM

Custos Industriais

O meu trabalho de Consultoria com as micro e pequenas indústrias de Curitiba e região, está tendo um forte impacto no ramo de confecção. Com um conhecimento sempre maior dos processos de negócio dentro desse setor, estou providenciando melhorias significativas para meus Clientes. Cada ramo de atividade tem suas peculiaridades, mas muito pode ser feito nas confecções de Curitiba. As lojas de roupas iam gostar, ao invês de se deslocar até Santa Catarina para se fornecer!

Gerenciar custos não é uma opção, é uma necessidade por questão de sobrevivência em um mercado sempre mais competitivo que exige atualização tecnológica de maneira permanente. Há muitas empresas sérias, ancoradas em qualidade, honestidade e comprometimento, que encontram dificuldade na manutenção de lucro por não conseguir gerenciar os custos e evitar desperdícios.

Trabalhar com custos industriais necessita possuir uma visão global do funcionamento da indústria onde o Consultor intervem. Um conhecimento pessoal do chão de fábrica me parece fundamental, para que o Consultor possa orientar de maneira correta os gerentes e supervisores ligados diretamente às atividades de custeio. É também importante eles entenderem porque precisamos dos Custos. Em empresa pequena, não é tão óbvio quanto parece.

O primeiro passo é levantar os elementos de custos industriais dentro da fábrica, cada um na sua classificação: como é feita a alocação das perdas, a recuperação e reaproveitamento das sucatas, o cálculo dos Custos indiretos de Fabricação (CIF), os custo de mão de obra (inclusive a alocação das horas extras) etc. No final, chegamos a avaliar tanto o Custeio por ordens de produção, quanto o custeio por processos.

Eu costumo implementar uma documentação básica de produção nos meus Clientes, porque muitas vezes nem tem. É uma oportunidade de começar a mapear os processos de negócios e fazer entender aos proprietários que os business proccesses precisam ser conceituados de acordo com os objetivos da organização. Introduzir a filosofia de BPM em pequenas fábricas é um desafio importante, porque muda a cabeça das pessoas.

Comentário (1)  •  14 de Junho, 2014  • 

1 Resposta

Valdecir Says:
15 de Junho, 2014 at 13:22

Grande matéria! Eu tenho uma confecção em Curitiba.

Deixe um comentário

Diversos

Varejo Fale comigo Empresas Livros BizAgi BPM Modeler

Consultoria

Sua empresa cresceu ultimamente et você não consegue mais controlar os custos? Implemente as metodologias TCM, BPA, CRM e WPM!

Contato

Meu serviço de consultoria em Softwares de Gestão & Processos de Negócio atende as Pequenas e Médias Empresas da Região metropolitana de Curitiba, Paraná.

Telefone: (41) 3015-0705
Celular: (41) 9 9135-3323 VIVO
E-mail: Contato